Bouquet de flores em casamentos – importância atribuída a esta tradição:

A palavra Bouquet é uma palavra francesa e ao traduzi-la para a nossa língua, tem o significado de ramo de violetas. Apesar de ser uma palavra francesa, esta tradição surgiu na Grécia. Uma curiosidade interessante, é que na idade média, as noivas para se deslocarem até ao seu casamento tinham de ir a pé. A meio do caminho  “por coincidência”, a noiva era surpreendida com um ramo de violetas oferecido pelos convidados do casamento.

É importante pensarmos que nesta altura as pessoas não eram tão abertas e comunicativas, como hoje. Falar de emoções, bem como, sentimentos era totalmente impensável naquela época. É desta forma, que surge o Bouquet. Assim, este era um “objeto” que através das suas cores simbolizava os sentimentos como forma de expressão, de amor, amizade, carinho e beleza.

Nos dias de hoje e com todos os avanços ocorridos, os ramos de violetas começaram a cair em desuso.

O bouquet de flores de uma noiva é sempre algo imperdível. Acima de tudo, pretende-se que este seja escolhido de forma a sintonizar o vestido com o penteado, com a maquilhagem e toda a envolvência do casamento.

Hoje em dia, o uso de violetas já não é uma tradição. A escolha das flores pela noiva, é algo que depende muito da sua preferência, desde as flores mais clássicas até às mais exóticas.

E sobre o facto de se atirar o Bouquet?

Na Idade média as noivas não “jogavam” o Bouquet ao ar. Como forma de sorte, as convidadas cortavam um pedaço do vestido da noiva e guardavam-o, com o mesmo efeito. Posteriormente, com o decorrer dos anos, na França no século XIV, em vez de rasgarem o vestido da noiva e para este ficar como recordação para a mesma, começaram a lançar o bouquet com o mesmo intuito. Assim, esta prática foi correndo ao longo dos anos, sendo utilizada ainda nos dias de hoje.  

Nesse sentido, se procura um incrível bouquet de flores  para o seu casamento, a melhor opção é Fleur de Paris!